sexta-feira, 16 de setembro de 2011

PONTO G FEMININO (Ele existe) Aprenda a Ejacular



video





prazer intenso


PONTO G 
ou ponto de Gräfenberg é uma pequena área na mulher atrás do osso púbico perto da canal da uretra e acessível através da parede anterior da vagina. Tendo assumido que uma zona erógena é aquela que quando estimulada conduz a elevados níveis de excitação sexuais e ao orgasmo.
A denominação ponto G foi cunhado por Addiego et al. em 1981.Em homenagem ao ginecologista alemão Ernst Gräfenberg, o primeiro médico da atualidade a criar a hipótese da existência de tal área, em 1950.
O Médico D. Scrocher afirma que fazer sexo ou masturbação pelo menos uma vez por semana ajuda no desenvolvimento do ponto G e evita doenças.
Por incrível que parece ainda existe pessoas que não acreditam na existência do tal PONTO G.
             

MAIS QUE ELE EXISTE NÃO TENHO DÚVIDAS.


É muito comum acharem que o clítoris é o PONTO G,
Isso se dá a falta de conhecimento do próprio corpo ou da parceira.
Antes de tudo, é importante estar estimulada, e muitas mulheres afirmam que a sensibilidade varia de acordo com o período do mês. É muito comum que a sensação inicial seja vontade de ir ao banheiro, provavelmente por estímulo da bexiga, que se encontra bem anterior à parede da vagina. Você pode esvaziar a bexiga e checar. Nas primeiras tentativas, você pode experimentar sensações estranhas, mas muitas mulheres dizem que é importante ter perseverança.

Você pode ter um ponto G sensível ou não. 
Se quiser conhecê-lo melhor, muito bem, mas não se deve esperar que ele seja a solução de todos os problemas. 
Existem muitas maneiras de explorar a sensualidade, e o ponto G é apenas uma delas.
O prazer feminino é maior quando a mulher está relaxada, tranqüila  despreocupada, consciente de suas áreas de prazer (ou seja, quando ela sabe onde e como gosta de ser tocada). Estresse, ansiedade, cobranças internas (pensamentos do tipo: "Tenho de conseguir sentir prazer") e preocupações (como "Será que ele está gostando de mim?", "Será que ele está me achando gorda?", "Será que isso... será que aquilo...") 
São fatais à excitação e, em conseqüência, ao orgasmo.



Tente: 

Não é algo simples. Requer muita intimidade, carinho e cumplicidade.

MAIS GARANTO QUE VALE A PENA 

Comece observando: 

Conhecer a anatomia da mulher é o primeiro passo.


Depois:

UMA MASSAGEM PELO CORPO TODO.

SEM PRESSA.


Introduza o dedo indicador dentro da vagina e retire aos poucos, até mais ou menos a metade do comprimento.
levante a ponta do dedo formando um pequeno gancho. Com a ponta dos dedos você vai sentir uma protuberância levemente rugosa, como se fosse uma bolinha de borracha com pequenos sulcos. Diferente do clitóris, que precisa de uma certa ternura e delicadeza nos toques, o ponto G precisa de um pouco mais de pressão na ponta do dedo



POR ISSO A IMPORTÂNCIA DE CRIAR UM AMBIENTE AGRADÁVEL E CAPRICHAR NA PRE LIMINARES.

EM SUMA :

O místico Ponto G da mulher!


 é uma concentração de terminações nervosas, vasos sangüíneos e glandulas ligadas ao clitóris que se localiza em torno da uretra. O ponto é especialmente sensível à pressão e, quando estimulado, pode proporcionar orgasmos intensos.
Esta zona erógena pode variar de mulher para mulher, tanto na localização, no tamanho, na textura ou na espessura. Vários mitos surgiram devido a sua difícil localização. Talvez por isso certas pessoas digam que o Ponto G não exista apesar de haver relatos científicos que comprovem sua fatualidade. Segundo pesquisas, todas as mulheres possuem o que é chamado pelos estudiosos de Skene’s ou Periurethral Gland (Glândula Skene) ou simplesmente:
A Próstata Feminina. 
Infelizmente, ainda não há provas científicas de que há a ejaculação feminina. Ao serem estimuladas há, sim, mulheres que esguicham uma substância pela uretra que tem composição diferente da urina. Muitos confundem esse líquido com urina e acham que se trata da ejaculação feminina.
Como encontrar o Ponto G
Primeiramente, a mulher deve estar bem relaxada para que as paredes vaginais fiquem muito bem lubrificadas, isso fará com que o Ponto G fique inchado (SALIENTE), cheio de sangue e portanto mais sensível e proeminente. O ponto poderá então ser identificado como uma pequena saliência enrugada, quase sempre com o diâmetro semelhante ao de uma moeda de 5 centavos, localizada embaixo do osso púbico, na parede frontal interna da vagina.
Com a mulher deitada com a barriga pra cima poder-se-á penetrá-la com o dedo médio e a palma da mão virada para o clitóris: A ponta do seu dedo deverá então estar tocando o Ponto G, onde sentirá ser uma área mais rugosa ou áspera que o normal, podendo vir a ser duro também devido à excitação feminina. Ao ser estimulado, inicialmente, a mulher poderá sentir vontade de urinar, mas se a estimulação é continua, pode ser sexualmente prazeroso. 
Como em qualquer outro estímulo humano, pode não ser igualmente prazeroso para todas.
Facilitando a estimulação do ponto G
A mulher deve deitar-se de bruços sobre a cama com os quadris apoiados em um ou dois travesseiros. O parceiro, então, penetra-a com um dedo e inicia a estimulação da parede anterior da vagina. Movendo a pelve para frente e para trás, a mulher não só ajuda na descoberta do ponto G, mas também descobre o tipo de estimulação que lhe dá mais prazer.

13 comentários:

  1. Depoimento de uma mulher que sentiu orgasmo do ponto G.
    No orgasmo comum o corpo fica como se estivesse se arrepiando e o orgasmo é mais... espalhado. Mas quando se tem um orgasmo originado pelo "carinho" no ponto G é muuuuito diferente!
    A vibração e as contrações são um milhão de vezes mais intensas, e se concentram abaixo do umbigo, em toda a região pélvica, ou seja na barriga e nas costas também, tudo abaixo da altura do umbigo. Chega a um ponto em que não se controla mais o corpo, tudo amolece e você perde a concentração, não coordena os movimentos...

    ResponderExcluir
  2. E as pernas? Principalmente as coxas tremem inteiras, de forma que ficar de pé é impossível. Ponto G só deitada mesmo! Porque se fizer de pé a gente não agüenta, as pernas não respondem. Pode parecer horrível perder o controle do próprio corpo, mas não é, pelo contrário, é maravilhoso! Aproveitem, percam a concentração, relaxem e aproveitem a passagem de ida pro Céu

    ResponderExcluir
  3. Eu já senti algo parecido com essa sensação, mas tenho dúvidas se foi o ponto G pois estava com o parceiro. Vou tentar de novo seguindo essas dicas... Valeu!!

    ResponderExcluir
  4. Existe algumas mulher que não sentem prazer nessa região?

    ResponderExcluir
  5. REALMENTE É UM ORGASMO MUITO MAIS FORTE QUE O CLITORIANO, MAIS INTENSO E DURADOURO.

    ResponderExcluir
  6. A FORMA MAIS FÁCIL DA MULHER CONSEGUIR EJACULAR E A ISTIMULAÇÃO DO PONTO G

    ResponderExcluir
  7. bom dia!!
    eu gostaria de saber se quando não sentimos prazer ,é pq tem um problema? fui a ginecologista e ela disse que eu tenho tudo normal´.Só que a minha entrada é um pouco pequena. Já troquei de parceiro só que continuo sentindo dores. oque devo fazer?
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ola. faça um curso de pompoarismo isso vai te ajudar muito..

      Excluir
  8. Olha o prazer e algo muito pessoal e diferente de pessoa para pessoa.
    São muitos os fatores que envolve o prazer sexual, podendo ser físico e psicológico.
    Quanto a dor não é normal e sinônimo de algo errado sim.o uso de um bom lubrificante facilita a penetração diminuindo o atrito e consequentemente a dor.no seu caso o uso deve ser em toda relação.
    conheça algumas marcar no site: www.ousadiasensual.com.br

    o ideal e que volte ao Ginecologista e informe da dor.
    Tambem deve avaliar se a falta de prazer e referente a dor. ou se não tem sensibilidade enfim o que realmente acontece.
    existe alguns medicamentos principalmente os hormonais que diminuem mesmo a libido. Porem em muitos casos a alto estima baixa,falta de conhecimento do propio corpo, tabus e complexos são os vilões da falta de prazer femininos.
    faça uma avaliação metódica de si mesma.com certeza encontrara uma resposta em seu intimo.
    espero ter ajudado. forte abraço.
    continuamos a disposição.

    ResponderExcluir
  9. TENHO 35 ANOS E JA TIVE VÁRIOS PARCEIROS. NÃO IMAGINAVA QUE PODERIA ME SURPREENDER AINDA QUANDO O ASSUNTO É SEXO. PQ ACHEI QUE JÁ CONHECIA TUDO. QUANDO LI AQUI SOBRE EJACULAÇÃO FEMININA E COMECEI A MASSAGEM TÂNTRICO E A DESCOBERTO DO PONTO G, COMECEI A EJACULAR. É ALGO INCRÍVEL. UM PRAZER INDESCRITÍVEL, INCOMPARÁVEL. É MUITO IMPORTANTE NÃO TER MEDO DE DESCOBRIR NOVAS EMOÇÕES E SENSAÇÕES.

    ResponderExcluir
  10. Li a materia no blog. e testei lá em casa com uma amiga.
    A menina ficou louca.gemia tanto não ficou como a Mulher do vídeo. mais Pirou.muito bom.

    ResponderExcluir
  11. a gente tem vontade de fazer xixi?

    ResponderExcluir